segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Presente

A vida roubou, tomou corda
desempilhou de minhas costas o peso dos anos
dos dias cheios de séquitos olhares frios,
do destino e da desgraça do passado.
   
            Em troca me deu o presente do presente
            ruiu os castelos de sonhos, de brilhos nos olhos
            solidificou os sapatos de chão e de terra
            fria e molhada, porque não dizer :encarquilhada

Esculpi no ontem o dia de amanhã
ganhei escrupulosa forma de desvestir o dia de sombras
de luas, gritei buscando meu lar
surpresa foi o ontem ver o hoje pensando nunca ter chegado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário